quinta-feira, 3 de março de 2016

Verdade, verdadinha.

O que ninguém sabe, ninguém estraga.

Sem comentários:

Enviar um comentário