sábado, 16 de abril de 2016

Assumo a culpa na boa.

A nível musica não sou muito entendida na matéria. Quase nada. Se fosse a um concurso de cultura geral esse seria sem dúvida o meu ponto fraco. Até de política percebo mais. E futebol. 
O problema é que não consigo memorizar nomes de cantores, muito menos nomes de músicas para não falar nas próprias letras. Nesta categoria há uma enorme questão que me assola. 
Eu tenho sérias dificuldades em os distinguir, sim a estes dois garotos facilmente reconhecidos por meio mundo.

Chris Martin dos Coldplay a vossa direita.
Adam Levine dos Maroon 5 a vossa esquerda.

Quando é que eu percebi de que sofria deste grande mal? No intervalo da Super Bowl deste ano. Estava eu descansadíssima à espera do mais esperado naquele jogo, o intervalo, até que os Coldplay começam a actuar. E entra o Bruno Mars, e entra a Beyonce e eu entro também, mas em delírio. Dias depois falava disso com uns amigos, em como tinha sido espetacular, e cheio de cor e de foguetes e de "Believe in love". Bonito lá isso foi. Quando me apercebi de que fiquei na dúvida quem tinha sido realmente a actuar, se os Maroon 5 ou os Coldplay. Eu sei, é trágico e vergonhoso admitir tal fatalidade, mas é aqui que dou o primeiro passo para não voltar a confundi-los. Pesquisa.

E isto até vai ser fácil porque o Adam da 20-0 ao Chris. 


Sem comentários:

Enviar um comentário