quinta-feira, 22 de setembro de 2016

De fééééériaaaaas.

FINALMENTE! FINALMENTE! FINALMENTE !
Aiii o que eu estava a precisar disto, para o corpo e para a mente!
Eu e o meu namorado estamos de férias. E digo finalmente outra vez porque é mesmo FINALMENTE!
Estamos à um ano sem férias decentes, e ninguém aguenta trabalhar só para aquecer. Também é preciso gozar.

Começamos a nossa viagem rumo ao Algarve que é onde vamos passar uma semaninha como verdadeiros gordos. Não fazer nenhum, só comer e apanhar sol. São as nossas primeiras férias de verdade juntos. Fora de casa. "24 sobre 24. Só sabe quem cá está. É muita pressão".
Isto ou vai rumo ao casório, ou racha! 😂

Este ano optamos por uma coisinha mais em conta. Decidimos ir para fora cá dentro e como no final de Setembro os preços mudam radicalmente conseguimos arranjar um sitio bastante engraçado a preços convidativos.
Tratamos tudo com a agência e depois de data marcada começamos a traçar planos de viagem.

Viemos de carro, custou um bocadinho mas queríamos carro cá em baixo para termos alguma liberdade para conhecer sítios e lugares, variar de praia e dar sempre uma voltinha a noite.

Agora preparem-se que isto pode doer a alguns. A viagem foi feita na íntegra (Guimarães - Portimão) pela estrada nacional. Eu sei, que horror, uma lentidão, uma massada, nunca na vida, estradas horríveis e cheias de buracos e tudo mais. Só que... Só que não. Pois é.
Eu poderia guardar este segredo só para mim mas vou partilhar convosco.
Então, o ideal, viajar de noite. Esta é um bocado óbvia. Saímos de Guimarães à uma da manhã. GPS ligado e pé no pedal. Nacional 105 ate ao Porto. Demorou uma hora. Fez-se bem. A estrada está em boas condições e único senão é a curva e contra-curva e que, no fundo é o que atrasa. Como ainda não havia cansaço e a folia em alta passou num instante. Porto-Lisboa, fizemos uma paragem as quatro da manhã de meia hora já não sei onde mas era uma estação de servico, e em que estrada perguntam vocês. IC1. É TOP! Acaba por ser no fundo uma estrada paralela à A1, só que, sem portagens, e com menos faixas de rodagem.
De resto, é sempre em frente e nas rotundas (que fazem a ligação às terrinhas) é ssmpre a segunda saída até Lisboa. Fácil. Velocidade média foi de 90km/h. Praticamente a mesma velocidade que nas auto-estradas. Portagens 0€.
Já vos ensinei até à capital. Chegamos a Lisboa às cinco da manhã. Eu quis-me aguentar sempre acordada principalmente de noite para fazer companhia ao moço mas de repente deu-me um sono e adormeci. Já estava a clarear o dia e já estava mais movimento na estrada por isso fiquei mais descansada para ele não adormecer. Quase não dormimos o dia anterior nem descansamos como deve ser para a viagem e o cansaço começava-se a sentir.
Eu acordei. Suuuper mal disposta e enjoada. Disse-lhe para parar. Eu ia vomitar minha gente!! Sentia a barriga às voltas... Uma animação. Apanhei ar e relaxamos um bocado. Pronto melhorei e seguimos viagem. Pelo que ele me disse foram 70km comigo a dormir. Depois acordei e ele estava a ficar cansado também. Normal. Já estava a começar o dia. Eram por volta das seis e decidimos encostar para descansarmos um pouco. Basicamente adormecemos durante duas horas. Soube bem e estava mesmo a ser preciso. No dia anterior tínhamos ido as nove da manhã buscar o carro porque fizemos uma revisão antes da viagem, por questões de segurança claro. E não conseguimos descansar muito mais ao longo do dia. Por isso o cansaço acumulado e muitas horas sem dormir exigia do corpo algum descanso.
Acordamos e voltamos à estrada.

E aqui. Ai minha nossa. Levei o susto da minha vida.  Eu acordei com a vista direita completamente desfocada. Não imaginam o susto que apanhei. Acordei ainda meia sonolenta e realmente estava tudo desfocado, mas a medida que o tempo passava não melhorava. Até tentei chorar, podia ser a vista seca. Mas não melhorava. Disse-lhe que estava a ver mal, e ele disse para ter calma. Podia ser só a vista cansada. E então eu ia no carro a tentar ver só com um olho. O da esquerda estava em perfeito estado. Via matrículas ao longe e os números do rádio ao perto. O da direita, pessimamente, nem ao longe nem ao perto. Tudo desfocado. Eu continuava assustada, quase chorei e tudo, e estive mesmo com vontade de ir logo para o hospital.  Estávamos a atravessar Lisboa nesta altura. E queríamos atravessá-la antes da hora de ponta. Por isso fomos seguindo e eu sempre a ver mal.
E conseguimos.

Só nos faltava o Alentejo todo
"Só".
De Lisboa ao Algarve é seeeeempre IC2.
Não tem que enganar.
O moço aqui foi vencido pelo cansaço e eu tive que assumir a liderança da viagem. Passei para o volante super bem acordada porque já tinha cochilado bastante. E notei que a vista direita estava a melhorar. Estava a focar aos pouquinhos. Se mantivesse os dois olhos abertos via bem. (O susto da minha vida).
Por isso não havia problema. Mal se sentou no lugar de co-piloto adormeceu como um bebé. GPS em punho, luz solar, sete da manhã, botaaa po Algarve. Eu já estava toda energética.
Logo depois de passar Lisboa nota-se de imediato as paisagens alentejanas a aparecer. E aqui, vale tanto a pena ir pela nacional. É tão lindo. Eu ia a conduzir não me atrevia a pegar em telefone para fotografar. Ele vinha a dormir
Por isso não há registos. Mas é mesmo bonito. Já tinha passado uma vez com os meus pais, mas como provavelmente dormi mais do que o vi não tinha tanta noção. Mas agora, vi tudo do centro ao sul. É lindo!

A estrada é boa. Retas intermináveis e mais retas. É sempre em frente. Velocidade média 100km/h. Existem é imeeeensos camiões na estrada mas até eles andam a essa velocidade porque a estrada permite mesmo. E depois há alturas em que tem duas faixas e se consegue ultrapassar os camiões mais lentos. Para não falar nas retas intermináveis com tens 5 minutos de espaço de tempo para ultrapassar. Super fácil conduzir. Chega é uma fase que não há áreas de serviço porque é só planícies e bois e touros. E chaparros.

E pronto.
Entramos no Algarve e até Portimão foi um tirinho. Paramos num centro comercial para almoçar à uma da tarde e depois viemos para Alvor que é ondd estamos e encontrar o hotel.

Foi uma grande viagem que correu lindamente e vimos muita coisa.
Mais uma aventura. ✔ check.

Sem comentários:

Enviar um comentário