sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Trabalhar ao fim-de-semana

Não me faz confusão rigorosamente nenhuma.
E passo a explicar porquê.

Sábado, é tudo vestidinho com o seu fato de treino para tratar dos afazeres. Lavar o carro, ir a cabeleireira, fazer as unhas, ir às compras da semana, regar o jardim,  sempre com a sapatilha para ser confortável e prático. Ah! É o grande dia de arrumações em casa para os comuns dos mortais. Os que trabalham ao fim-de-semana arrumam quando podem, por isso, ao Sábado é ver as donas de casa nas suas varandas a sacudir tapetes e mais tapetes. A colocar tudo ao sol para apanhar ar, as janelas todas abertas e de vassoura ou aspirador em punho. Ao Sábado isto é quase tradição.

Domingo, é só o pior dia que a semana tem.
E porquê perguntam vocês e muito bem! Se ao Sábado é a roupa prática ao Domingo é a melhor vestimenta que se tem no closet para impressionar tudo e todos. Meus amigos, eu trabalho num shopping, vejo centenas de pessoas a passar em frente ao balcão e sei do que falo! Isto é garantido. E acaba por ser muito penoso porque alguma pessoas não têm noção do ridículo. Caalma pessoas, é Domingo mas não é preciso exagerar. Ao Domingo, é dia de ir a missinha pela manhã, trazer a rosca do padeiro e almoçar assado. À tarde, (ah que delícia) , adivinhem só! É dia de passar a TARDE TODA, mas MESMO TODA, bem ATÉ À NOITINHA, enfiados num centro comercial. Ver todas as montras mais de 3 vezes e nunca comprar nada. É o dia em que andam os domingueiros na estrada, que são aquelas pessoas, com o carro lavadinho de Sabado passeiam a 20 à hora. Demoram 3 horas para estacionar e não ultrapassam ninguém mesmo que tenha um carro a 10 à hora à frente. É o dia em que se precisares de resolver algum assunto burocrático esquece porque está tudo fechado. Nem correios, nem bancos, nada.

É por estes e mais alguns motivos que trabalhar ao Sábado ou ao Domingo é-me favorável. Não tenho que conviver com essas pessoas na rua e consequentemente perder a paciência.

Sem comentários:

Enviar um comentário