sábado, 4 de março de 2017

Presentes sem motivo aparente.

Tivemos os dois de folga. E no final do dia  chega ao pé  de mim com um saco pequenino da Worten ( não deu tempo de embrulhar). E recebo a última aposta da Samsung no que a telemóveis diz respeito.

Vou ser sincera. Estava a precisar. Tinha um S3 desde 2012. Estava obsoleto. Já não recebia atualizações, a bateria não aguentava meio dia, as chamadas caíam quando as recebia. Já  não tinha tecla de volume, enfim. Velhinho mesmo. Foi máquina nos tempos dele. Mas de uns meses para cá já não correspondia. Mas aguentava! Ainda dava para o desenrrasque. Mas não estava a contar com este presente!! Até porque nos comprometemos a  não  gastar dinheiro com futilidades. Afinal, estamos a começar o sonho de uma vida e precisamos de todos os cêntimos nesta fase inicial.

De início reneguei o telemóvel. (Lindo! Cor de rosa bebé *.*) Disse-lhe para devolver. Que não podíamos. Bem sei o preço que custa... ainda mesmo nessa tarde tínhamos estado na Fnac a comparar definições com o S7. Um sonho. Praticamente igual mas mais barato. Mas mesmo assim caro para esta fase de vida.
Ele disse para não me preocupar  e eu " mas não pudemooooos"  e ele " não te preocupes", e eu "mas não pode seeeeer".  Senti peso na consciência.  É o preço de um forno!! Preciso mais de um forno do que de um telemóvel. Mas ele disse para não me preocupar então aceitei o meu presente não embrulhado.

(Sempre tive um problema com presentes não embrulhados.  Sei que em pequenina, uma vez, uma tia me ofereceu uma caixa de chocolates  que não vinham embrulhados e a minha mãe conta-me que depois me virei para ela ( para a minha mãe) e disse:" olha já viste, não veio embrulhado nem nada". Estão a ver? O problema não foi o presente. Foi o facto de não estar embrulhado. Era uma criança amorosa portanto.)

Demorei um bocadinho a digerir a caixinha branca mas depois lá abri e comecei a experimentar. Uma câmara frontal e traseira top que adorooo. Cheio de coisas modernas.
Adoro. Adoro. Adoro.

Ainda não me desfiz do meu S3 branquinho. Ainda ando com ele na mala. Não sei porquê mas custa-me desfazer das coisas que andaram comigo muito tempo. Acho que nunca o vou abandonar. Vou pô-lo numa caixa direitinho. Foi muito importante para mim.

Agora, abram alas que vou arrasar. Eu e o meu rosinha.

Sem comentários:

Enviar um comentário